sábado, 14 de junho de 2014

Resenha - Will e Will - John Green e David Levithan



Informações do livro:


Editora: Galera record.
Autores: John Green e David Levithan.
Páginas:348.
Título original: Will and Will.


Sínopse:


Em uma noite fria, numa improvável esquina de Chicago, Will Grayson encontra... Will Grayson. Os dois adolescentes dividem o mesmo nome. E, aparentemente, apenas isso os une. Mas mesmo circulando em ambientes completamente diferentes, os dois estão prestes a embarcar em um aventura de épicas proporções. O mais fabuloso musical a jamais ser apresentado nos palcos politicamente corretos do ensino médio.


Mini resumo:



Will Grayson é adolescente que leva sua vida seguindo duas regras (criadas por ele mesmo), que são: 1. Não se importar com nada. 2. Calar a boca. Logo depois de não conseguir entrar em um show pois sua carteira de identidade falsa ter falhado em sua missão, ele acaba encontrando outro Will Grayson em um Sex shop.


Resenha:


O livro é narrado em primeira pessoa, por dois protagonistas: Will Grayson e Will Grayson. Eles dividem a narração por meio de capítulos, ou seja cada um narra um capítulo. Podemos saber quem esta narrando, por causa da diagramação. Quando os capítulos são narrados pelo Will Grayson depressivo (que é o segundo narrador) eles não tem letra maiúscula. 


Eu gostei bastante do livro. Para min foi muito bom o livro ter sido escrito em parceria, pois são dois protagonistas, John Green tem seu jeito de escrever e de criar personagens, David Levithan tem outro. Só que eu não entendi muito qual o ponto em que o livro queria chegar, digo, todo livro que já li em que o autor seja John Green, tem sempre algo filósofo por trás de todo o livro. Porém, esse livro (na minha opinião) não teve uma grande conclusão.


Uma coisa que eu não gostei muito no livro, e até me irritou um pouco, foi Tiny Cooper. Tiny Cooper é um carinha legal, porém para mim ele também é muito irritante no fato de que na minha opinião, ele sempre foi considerado como o personagem principal do livro. E ele também é um péssimo amigo.


Will Grayson 1: Eu gostei bastante desse Will, pessoalmente me identifiquei muito com ele! Porém certas vezes ele é muito babaca.


Will Grayson 2: Eu ache ele legal, mas não tanto. Ele sofre de depressão e seu passatempo preferido é falar com Isaac, seu amigo. Eu me identifiquei com algumas coisas pequenas com ele, mas nada que me apegou a ele.


A capa esta muito bonita! Parabéns para a editora! A diagramação esta muito legal, tanto que acho que a diagramação usada para descrever os capítulos do segundo Will, combinam muito com o segundo Will.


O livro pode não ser Incrivel, mas é um livro muito recomendado, que apesar de alguns poréns eu super recomendo.



Natan.