sábado, 22 de março de 2014

Resenha - Quem é você, Alasca? - John Green






Informações do livro:




Editora: WMF - Martins fontes.
Autor: John Green.
Páginas: 226.
Título original: Looking for Alaska.

Minha Avaliação:

Nota: 9,5.
Capa: 8,5.
Diagramação: 10!
                                                           



"Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras - e está cansado de sua vidinha segura e sem graça em casa. Vai para uma nova escola à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o 'Grande Talvez'. Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young. Inteligente, engraçada, problemática e extremamente sensual, Alasca levará Miles para o seu labirinto e o catapultará em direção ao Grande Talvez."

"Chega uma hora em que é preciso arrancar o Band-Aid. Dói, mas pelo menos acaba de uma vez e ficamos aliviados."

Ao contrario de Cidades de papel eu comecei esse livro com altas expectativas! Se você me segue no twitter eu quero me desculpar porque eu não parava de reclamar da demora deste livro! Eu comprei esse livro e A ascensão dos nove que chegou no prazo e bem, pelo menos o Quem é você Alasca, nas lojas Americanas. Eu também quero pedir desculpas para a blogueira do blog Doce Ilusão, por ter chateado ela com esse livro, amei a resenha dela.




“Mas que diabos significa “instantâneo”? Nada é instantâneo. Arroz instantâneo leva cinco minutos, pudim instantâneo uma hora. Duvido que um instante de dor intensa pareça instantâneo.”  

A história começa com o colecionador de ultimas palavras Miles Halter que esta cansado de sua vida patética na Florida e decide mudar de vida em busca do que o poeta François Rabelais disse em suas ultimas palavras: "Saio em busca de um grande Talvez". Ele então decide se mudar em um internato chamado Culver Creek. La ele conhece seu colega de quarto chamado: Chip Martim (coronel), Takumi e Alasca Young, onde quase se afogara por causa de um trote, fara amigos e inimigos, descobrira como é estar apaixonado e outras coisas maiores de 18 anos.

“Vocês fumam para saborear, eu fumo para morrer.”

John Green um gênio. John Green deveria ganha um Oscar Literário. Sua escrita, Jovem, simples, imperdível! Seus personagens poderiam ser considerados pessoas reais. Se você leu A culpa é das estrelas, vai estranhar um pouco já que é menos romance mais clima escolar. Se você leu Cidades de papel, vai amar tanto como eu amei.

“Ouvir em silêncio era meu modo de conviver em sociedade.”

 Os personagens de Green são sempre históricos! E eles não decepcionam neste livro. Eles vão desde um colecionador de ultimas palavras até um japonês que não sabe nada de computação.

 “Fria num dia, meiga no outro.”

Uma coisa legal foi que o livro é contado entre antes e depois. E o autor faz você realmente acreditar que sabe o que acontece para ser o depois, mas como John Green é John Green ele nos surpreende com algo bombástico.

“É claro que isso não aconteceu. Nada acontecia como eu imaginava.”

 Mas... Quem é Alasca?

Alasca é uma maquina de explosão! Em um dia ela pode estar super legal, já no outro uma bomba atômica em explosão. Extremamente bonita e sensual. Defensora do sexo feminino, fornecedora de cigarros e bebidas, uma forasteira da lei estudantil, leitora com uma biblioteca enorme e armadora de trotes, Alasca Young!

“O medo é a desculpa que todo mundo sempre dá.”

E ainda tem aquele clima estudantil que eu simplesmente amo. E ainda tem duas "gangues" na escola que são: Os guerreiros de dia de semana e os pensionistas.

“Sempre me causava espanto perceber que eu não era a única pessoa no mundo que pensava e sentia essas coisas estranhas e horrorosas.” 

Esse livro é um dos meus favoritos! Só não de nota 10 pois toda hora eles estão fumando ou com essa intenção, o que é chato e fica muito repetitivo. A capa o único problema é que deixa manchas de mão, mas é tudo com o livro.

Eu super recomendo essa leitura. É o melhor de sua carreira. 

Natan.